sábado, 16 de março de 2013

Coisas que gosto... #2

Reconheço que esta faculdade não tem tantas vantagens quantas eu gostaria, até porque não se pode agradar a gregos e troianos. A verdade é que eu tenho mais queixas do que elogios a fazer (sou uma pessoa muito descontente com a vida e qualquer coisa serve de pretexto para eu me revoltar e iniciar uma rebelião), mas a verdade é que, quando há coisas boas, o meu dever é reconhecê-las, ainda que contra a vontade (às vezes gosto de me revoltar só porque sim).

Posto isto, uma das coisas que tenho que louvar a esta faculdade é o facto de haver três trimestres (e não dois como nas universidades clássicas). Porquê? Ora, porque final do trimestre implica duas coisas, uma que eu gosto bastante e outra nem por isso (odeio, vá, mas não é necessário descarregar a raiva agora), decorrentes de três épocas de exames: três épocas muito intensivas de estudo + três semanas de preparação para os exames finais. Este último ponto equivale a passar uma semana em casa, que é coisa que eu gosto sempre, mesmo que a semana seja passada com o focinho nos livros e sem sair à rua para sentir a brisa na cara.

Geralmente as semanas de preparação são épocas muito críticas (como já devem ter reparado pelos meus comentários idióticos e sem sentido provocados pelo excesso de estudo), tanto pelo estudo que nelas decorre como pelo tempo que se passa sem vida para além dos livros: não há café, não há computador (quase), não há saídas, não há filmes, livros, televisão, conversas longas ao telemóvel, nada - vendo bem, nas outras alturas do ano, passadas igualmente a estudar, também não há grandes coisas destas, mas vai-se fazendo um esforço por manter uma vida social aceitável, coisa que definitivamente não acontece nesta época.

Ainda assim, e apesar deste stress todo, a parte positiva da coisa é que passamos uma semana em casa. Uma semana de rainha, na qual não tenho que me preocupar com cozinhar, lavar pratos, arrumar o quarto, porque os meus pais (já disse o quanto gosto de vocês?), preocupadíssimos com a minha saúde mental e falta de tempo para estudar, facilitam-me imenso a vida. "Filha, queres lanchinho?"; "Filha, estás confortável?" "Tens frio? Queres um cobertor?" "A comidinha está na mesma"; "Não te preocupes em arrumar isto, deixa estar, vai vai, estuda estuda!"; "Se precisares de alguma coisa diz!".

Por vezes dou por mim no meio do monte a pensar que estou em casa. E de vez em quando lá começo "Mãããe, Ó MÃÃÃÃEEEEEEE tenho fomeeeeeeeeeeeeeee". E depois a realidade dá-me uma bofetada na cara e diz "Tens fome? Desalapa e vai comprar pão, e é se queres".

Pois. Sniff.

1 comentário:

  1. Pais são pais, sempre :)

    http://saladosilenciocorderosa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar